.

Prefeito Iokanaan e vereadores participam de reunião com marchantes na cidade de Cedro de São João

publicada em 22/05/2018 00:00 por e atualizada em 23/05/2018 07:49 por Adeval Marques

Com o intuito de prestar apoio aos marchantes de carne que fazem venda na cidade de Propriá e cidades do Baixo São Francisco, o Prefeito Iokanaan Santana esteve presente na reunião da classe que aconteceu na manhã de terça-feira, 22/05, cidade de Cedro de São João.

O matadouro de Cedro de São João está interditado pela justiça e os marchantes fazem o abate do gado em uma empresa privada. Eles reclamam que, além do custo pago por cada reis abatida, a entrega da carne vem demorando muito por parte da mesma empresa que é a responsável. Sem ter para onde apelar, eles decidiram que fecharam a BR-101 no trecho de Propriá por duas horas de quarta-feira, 23/05, em ato pacífico.

Uma das preocupações do Prefeito Iokanaan é em relação à situação dos marchantes que são pais de família e dependem da venda de carne bovina para manutenção e sustento de suas famílias. A maioria são pais de famílias e muitos deles cidadãos propriaenses. O Prefeito colocou como esperança a reabertura do matadouro de Cedro de São João. O Prefeito coloca que fará o que for possível, dentro das possibilidades e do diálogo, para ajudar na solução e por um fim na situação. Ele fez uso da palavra afirmando da sua atenção.

A reunião ocorreu na Câmara Municipal de Cedro de São João contando com participação de vários marchantes, populares. Os vereadores de Cedro de São: Diego Melo, Marlison de Pade e Noélia estiveram presentes. Da cidade de Telha os vereadores: Graça e José Nunes. Os de Propriá foram: José Aelson dos Santos, Presidente da Câmara Municipal, Júnior de São Miguel, Marcos Graça e Nêgo de Marli, Pequeno, Samuel Menezes, Líder do Prefeito na Câmara Municipal de Propriá e Jairo do Matadouro.

Para o Secretário Municipal de Saúde de Propriá, Iokanaan Santana Filho, que estava presente ao lado do Prefeito, afirmou: “O prefeito se mostrou preocupado e atento ao tema que impacta diretamente na vida de mais de 80 marchantes pais de família e indiretamente na vida de todos que consomem carne na região”.

Por Adeval Marques
Divulgação da reunião

Compartilhar | Imprimir