.

Vereadores discutem pagamento dos servidores, reabertura da Fafen e Infraestrutura

publicada em 15/07/2020 14:00 por JESSELANIA ANDREZA SILVA DOS SANTOS SAMPAIO

“É estranho o atraso do pagamento dos servidores municipais. A Prefeitura vem recebendo muitos recursos e, mesmo assim, atrasa o pagamento. Somente hoje, os trabalhadores receberam seus vencimentos, ou seja, um atraso de 44 dias. Imagine, quando chegar o mês de dezembro, quando o prefeito Paulão da Varzinhas tiver que pagar o salário mais o 13º. Isso é preocupante e já vemos o risco de calote”, declarou o vereador José Carlos Sizino Franco (JJ) na sessão virtual desta terça-feira, 14.

O vereador também chamou a atenção da população que, nem os professores, que recebem pelo FUNDEB, têm os seus vencimentos pagos em dia. “Sabe por que os professores não recebem em dia? O prefeito Paulão teve as contas do FUNDEB reprovadas em 2019 e foi obrigado a devolver ao fundo cerca de R$ 500 mil mensais, por suposto desvio. O pior, este ano, o conselho reprovou novamente as contas do FUNDEB. Por este motivo, alguns profissionais do magistério estão reclamando da situação ruim, a exemplo da professora Sandra, que até pagou um carro de som para cobrar melhorias do gestor municipal. Aqui eu a parabenizo pela luta em favor de todos os servidores”, destacou JJ.

Sobre este assunto, o vereador Adriano Carvalho acrescentou que, mesmo diante de toda essa situação caótica, o SINTESE (sindicato que representa os professores), não vem realizando atos em defesa da categoria. Contudo, o parlamentar questiona o comportamento da diretoria sindical. “Por que o SINTESE não vem defendendo a categoria neste momento de tanta dificuldade? Será que existe algum interesse por trás de tudo isso? Não é só a questão salarial, mas também as perseguições aos profissionais e a melhoria das condições de trabalho e estrutura das escolas. Os professores precisam de uma resposta. É por isso que a professora Sandra foi ays ruas cobrar dessa gestão”, destacou Adriano.

Quanto aos demais servidores municipais, o parlamentar ressaltou que o prefeito Paulão precisa cumprir uma promessa a respeito do plano de cargos e salários. “Os servidores de Laranjeiras esperam o plano de cargos e salários desde o início dessa gestão fracassada, mas até agora nada saiu do papel e, provavelmente, não vai sair até o final do ano. Portanto, este é mais um assunto para o próximo prefeito resolver em 2021, já que Paulão está com os dias contados e tenho certeza que o povo não o reelegerá, caso seja candidato. Assim como, a população não vai votar em um candidato indicado por ele”, ressaltou o vereador.

Nesse afago de cobranças, a vereadora Marizete dos Santos, fez mais um apelo à Prefeitura para que conserte os buracos em várias ruas do bairro Mussuca. Por diversas vezes, a representante do legislativo cobrou melhorias e agora, pediu até pelo amor de Deus. “Prefeito, pelo amor de Deus conserte o calçamento do bairro Mussuca, as pessoas estão sem poder sair, como também, até os carros de serviços essenciais não podem transitar. A situação é de calamidade e já não sei mais a quem recorrer. As piores ruas são as do Barão e do Cemitério. Outras vias que dão acesso ao bairro também precisam ser consertadas”, frisou Marizete.

Reabertura da FAFEN

Na sessão desta terça-feira, o vereador Jânio Dias deu boas notícias sobre a reabertura da FAFEN/SE. “A validação do contrato de arrendamento para que o consórcio formado pelas empresas Proquigel e Unigel administre a fábrica de fertilizantes deve ser feita em breve e já foi anunciado que a primeira fábrica a funcionar será a de Laranjeiras e, em seguida, a FAFEN/BA, situada em Camaçari. Portanto, precisamos pleitear mais empregos para os laranjeirenses. Vamos fazer isso através de uma reunião com a diretoria”, disse Jânio Dias.

Em um aparte, o vereador Adriano Carvalho afirmou que acompanha o trabalho da nova empresa na cidade de Candeias/BA e no território vizinho, eles aproveitam muito a mão-de-obra local e de jovens aprendizes. “Vejo esse fato com bastante alegria e esperança e espero que essa mesma política seja adotada em Sergipe. Dessa maneira, os laranjeirenses terão mais oportunidades”, afirmou.

 

FONTE: TDantas Comunicação/ASCOM CML.

Compartilhar | Imprimir


Mais Fotos...

10 visualizações