.

O Município

História do Municipio

Gentílico: Riachuelense 

 

Histórico

O núcleo primitivo do atual Município de Riachuelo foi inicialmente pouso de tropeiros, no roteiro entre os centros açucareiros mais amigos, de Laranjeiras e Divina Pastôra. Com a vinda da família Pintos - cujos descendentes se estabeleceram em fazendas de criar ou em engenhos de açúcar, por toda região, tornando-se, de fato, seus senhores - teve início a aglomeração conhecida como 'Povoado dos Pintos', que foi elevado, em 1837, à categoria de freguesia (Nossa Senhora da Conceição do Riachuelo) e, em 1874, à de Vila e Município com a denominação de Riachuelo. 
Riachuelo foi até fins do século XIX, um dos centros mais importantes da Província, depois Estado de Sergipe, devido, sobretudo, à sua indústria açucareira. 

 

Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Riachuelo , pela lei Resolução Provincial nº 946, de 0605-1872. 
Elevado à categoria de vila com a denominação de Riachuelo, pela lei provincial nº 964, de 3103-1874. Sede na povoação de Nossa Senhora dos Pintos. Constituído do distrito sede. 
Elevado à condição de cidade com a denominação de Riachuelo, pelo decreto estadual nº 10, de 25-01-1890. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933. 
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece consttiuído de 2 distritos: Riachuelo e Malhador. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950. 
Pela lei estadual n.º 525-A, de 25-11-1953, desmembra do município de Riachuelo o distrito de Malhador. Elevado à categoria de município. 
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

 

Fonte do texto: IBGE